Início » Secretário de Administração e Fazenda de Colorado fala sobre a arrecadação no município

Secretário de Administração e Fazenda de Colorado fala sobre a arrecadação no município

por Daiane Giesen
380 visualizações

A diminuição na arrecadação ao longo dos últimos 12 meses tem gerado apreensão entre os responsáveis pela gestão financeira do município de Colorado. Em entrevista exclusiva, o secretário de Administração e Fazenda, Ivan Cesar De Bortoli expressou sua inquietação em relação ao futuro fiscal de Colorado. “Estamos preocupadíssimos porque conseguimos cumprir todos os nossos compromissos financeiros até o momento, essa queda mensal na arrecadação é preocupante. Vamos precisar aguardar o comportamento deste mês de janeiro para avaliar e tomar medidas necessárias”, destacou De Bortoli.

O secretário revelou que, caso a tendência de redução persista, será necessário reavaliar e priorizar investimentos. Entre as medidas, está a necessidade de empreender esforços significativos na recuperação das estradas danificadas por intempéries ocorridas no último trimestre de 2023. “Vamos precisar fazer um recalculo para garantir que possamos continuar desenvolvendo nossas atividades de maneira eficiente”, afirmou o secretário.

Além das preocupações com a infraestrutura, De Bortoli destacou outro desafio: os reajustes salariais dos servidores. Mesmo reconhecendo a necessidade desses aumentos, o secretário enfatizou a importância de equilibrar as finanças municipais. “A lei nos limita ao aporte da inflação do IPCA do ano anterior no último ano de governo, mas precisamos considerar todo esse conjunto para enfrentar 2024. Temos projetos e obras importantes, como o início das obras do Finisa neste mês de janeiro”, explicou.

Projetos como a conclusão do parque de exposições e melhorias na saúde demandam recursos substanciais. No entanto, o secretário ressaltou que o município está comprometido em honrar seus compromissos, incluindo o bônus de assiduidade aos servidores. Apesar de não haver informações sobre o valor do reajuste aos servidores, De Bortoli destacou que a lei prevê um reajuste baseado no IPCA do ano anterior.

“Nós temos que enfrentar todas essas questões, desde a valorização dos nossos servidores até a manutenção do bem-estar dos cidadãos. São eles que contribuem para o município com seus impostos, e é nosso dever garantir uma administração financeira responsável”, concluiu o secretário, destacando que ainda não há informações oficiais sobre a inflação.

Publicações Relacionadas

Receba nosso Informativo

Informação de Contato
656415
© 2023 - Grupo Ceres de Comunicação - Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade