Início » Mortes no trânsito caem quase 8% no Rio Grande do Sul em um ano

Mortes no trânsito caem quase 8% no Rio Grande do Sul em um ano

por Daiane Giesen
262 visualizações

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) divulgou um balanço que revela que em 2023 ocorreram 1.572 fatalidades em acidentes de trânsito nas ruas e estradas do Rio Grande do Sul, em comparação com 1.707 no ano anterior, representando uma redução de 8%. Esses números incluem tanto mortes instantâneas quanto óbitos ocorridos dentro de um período de 30 dias após o acidente, conforme definido pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Entretanto, os dados também apontam para um aumento no número de idosos envolvidos em acidentes fatais, como colisões, capotamentos, atropelamentos e outros incidentes. No ano passado, a faixa etária de 65 a 74 anos concentrou a maioria dos casos, com 132 registros, uma mudança em relação ao padrão tradicionalmente observado entre os jovens a partir dos 20 anos.

Um aspecto constante é a predominância masculina entre as vítimas fatais, com homens representando quatro vezes mais casos do que mulheres. Apesar disso, é importante notar que houve uma economia de 135 vidas em comparação com os números absolutos de anos anteriores.

Prevenção e fiscalização têm sido áreas de foco nos últimos meses, com um aumento significativo nas abordagens realizadas pelos agentes do Detran, especialmente através das operações “Balada Segura”. Essas ações incluem o uso do “bafômetro passivo”, que pode detectar a presença de álcool no ar sem exigir que o motorista saia do veículo. Em caso de resultado positivo, o motorista é convidado a realizar o teste convencional, soprando o dispositivo.

O governo gaúcho atribui a redução nos acidentes fatais a iniciativas como esta, que também incluem campanhas de conscientização sobre a importância da segurança no trânsito. Nas cidades participantes do programa, houve uma redução de 14,5% na letalidade do trânsito entre 2023 e o ano anterior, enquanto nas demais cidades essa queda foi de 3,4%.

A análise por turno do dia reforça a eficácia dessas medidas, particularmente durante as madrugadas, que são o principal período das operações de fiscalização. Nas cidades que adotaram o “Balada Segura”, houve uma queda de 33% nas mortes por acidentes durante esse período, em comparação com uma redução de apenas 5% nas demais cidades.

O diretor do Detran-RS, Rafael Mennet, enfatiza a necessidade de reforçar as ações preventivas e de fiscalização para garantir uma redução ainda maior nos índices de acidentes:

“Estamos diante de uma política pública bem-sucedida, especialmente considerando que a embriaguez ao volante é um dos principais fatores de risco para a mortalidade no trânsito. Nosso compromisso é intensificar essas ações e expandir o programa para o maior número possível de municípios. Estamos estudando estratégias nesse sentido, com o objetivo de reduzir significativamente esses indicadores e, assim, salvar vidas.”

Publicações Relacionadas

Receba nosso Informativo

Informação de Contato
656415
© 2023 - Grupo Ceres de Comunicação - Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade