Início » Ministério da Agricultura prepara ações emergenciais contra crise no agro

Ministério da Agricultura prepara ações emergenciais contra crise no agro

por Daiane Giesen
245 visualizações

Diante da queda recente nos preços de commodities agrícolas e das perspectivas ruins para a nova safra de grãos, o Ministério da Agricultura está na reta final de elaboração de um plano para ajudar os produtores rurais contra uma crise iminente no setor.

A ideia é garantir fôlego aos agricultores e evitar problemas financeiros que atinjam também o próximo plantio, com efeitos indesejados também na safra seguinte.

Um conjunto de medidas — como novas linhas de crédito, aumento do capital de giro e novos prazos para o pagamento de dívidas — está em preparação e deve ser anunciada nos próximos dias.

O ministro Carlos Fávaro já fez um relato da situação ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e recebeu aval para dar prosseguimento às medidas. Ele tem reuniões com a equipe econômica e com a cúpula do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para dar formato definitivo às ações.

Fávaro disse para interlocutores no governo que a situação no setor não é de “desespero”, mas é “preocupante” e requer iniciativas de curto prazo para não piorar.

O ministro acredita que, para a maioria dos cultivos, a rentabilidade da safra atual está praticamente perdida. Sua prioridade, agora, é evitar reflexos negativos para a safra 2024/2025.

Nos últimos 12 meses, as cotações da soja e do milho caíram mais de 20%. Os preços do café e de outras commodities também despencaram.

Além do clima adverso, que tem prejudicado a colheita nas principais regiões produtoras do país, houve aumento da oferta de grãos no mercado internacional.

Um dos maiores acréscimos vem da Argentina, que teve a mais grave seca de sua história no ano passado e colheu apenas 21 milhões de toneladas de soja. Neste ano, a colheita deve passar para cerca de 50 milhões de toneladas.

Com isso, há uma combinação incomum de queda da produção de grãos — especialmente na região Centro-Oeste — com um tombo nos preços internacionais, descapitalizando os produtores.

Fonte: CNN

Publicações Relacionadas

Receba nosso Informativo

Informação de Contato
656415
© 2023 - Grupo Ceres de Comunicação - Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade