Início » COTRIJAL PREMIA OS MELHORES EM PRODUÇÃO DE SILAGEM DE MILHO

COTRIJAL PREMIA OS MELHORES EM PRODUÇÃO DE SILAGEM DE MILHO

por Grupo Ceres
42 visualizações

O produtor de leite da Cotrijal tem se dedicado ao máximo no manejo das lavouras de milho e na produção de silagem. O resultado disso? Leite de melhor qualidade no resfriador e mais renda. Os vencedores do Concurso de Produtividade em Silagem de Milho 2016/2017 foram conhecidos na noite desta quinta-feira, 11, durante o jantar, na sede da Associação dos Funcionários da Cotrijal (AFC), em Não-Me-Toque. O evento reuniu produtores participantes do concurso e seus familiares, a equipe da Unidade de Produção Animal, gerentes, superintendentes e equipe da Syngenta.

Em sua terceira edição, o concurso teve a participação de 77 produtores nas categorias Híbrido Feroz, Híbrido Defender, Híbrido Maximus e Híbrido Irrigado, sendo 17 deles premiados. O trabalho dos veterinários também foi reconhecido. A premiação chegou a R$ 30 mil.

Para Almir Folle, de Coxilha, a noite teve dupla comemoração. Ele conquistou o primeiro lugar com o Híbrido Maximus (litros de leite/hectare) e também o PIN Sillus, por ter obtido o melhor resultado geral do concurso. Almir produziu silagem de milho com conversão de 56.306 litros de leite/hectare.

“Além de uma boa correção de solo, é um produtor dedicado, com conhecimento e que investiu em fertilizantes e fez a aplicação na hora e quantidade certas”, pontuou o veterinário da Cotrijal, Ronan Daronch que acompanhou a propriedade de Almir.

A escolha do híbrido, da lavoura e orientação técnica, foram decisivos na lavoura de milho para silagem dos produtores Volmir Stalbert e Eleandro da Silva, de Não-Me-Toque, vencedores na categoria Feroz (litros de leite/hectare). Eles produziram 71 toneladas de massa verde por hectare, com potencial para produzir 39,4 mil litros de leite/hectare.

Quem também se destacou no concurso foi o associado Nelsindo da Silva Flores, de Não-Me-Toque, vencedor na categoria Defender (litros de leite/hectare). Surpreso ao ter o seu nome anunciado, ele disse ser grato à Cotrijal e prometeu caprichar ainda mais na próxima edição. “Na hora achei que haviam até se enganado. A gente planta pensando em produzir mais e não na premiação”, comemorou. Segundo ele, no intervalo de três anos a produção de silagem na propriedade saltou de 36 para 87 toneladas de matéria verde por hectare.

A seleção avaliou produtividade (massa verde/ha) e análise bromatológica (avaliação das substâncias nutritivas) em laboratório. As lavouras receberam o acompanhamento da Cotrijal e Syngenta do plantio ao corte do milho e a produção da silagem.

Representando à direção da Cotrijal, que cumpre agenda na Suíça, o superintendente de Produção Agropecuária, Gelson Melo de Lima, ressaltou que o concurso tem motivado o produtor a produzir  silagem de milho de forma racional e com qualidade. Já o gerente de Produção Animal, Renne Granato, reconheceu o empenho dos produtores em produzir um leite mais rentável. “A gente vê  produtor motivado e ciente do que precisa ser feito para produzir mais por área”, disse.

“Através do Sillus, o produtor de leite se desafia a fazer diferente. Os resultados comprovam que o trabalho tem dado muito certo”, destacou o RTV da Syngenta, Gustavo Agazzi Trindade.

Os vendedores
Híbrido Feroz (litros de leite/ha)
1º lugar – Volmir Stalbert – Não-Me-Toque
2º lugar – Giovane Feldkircher – Colorado
3° lugar – Luciano Fath – São José do Umbú – Victor Graeff

Híbrido Feroz (litros de leite/ton MS)
1º lugar – Giovane Feldkircher – Colorado
2º lugar –  Volmir Stalbert – Não-Me-Toque
3° lugar – Luciano Fath – São José do Umbú – Victor Graeff

Híbrido Defender (litros de leite/ha)
1º lugar – Nelsindo da Silva Flores – Não-Me-Toque
2º lugar – Alberi Paulo Ceolin Júnior – Passo Fundo
3° lugar – Edenilson Luiz Xavier – Bom Sucesso – Não-Me-Toque

Híbrido Defender (litros de leite/ton MS)
1º lugar – Ilmo Jorge Tieze – Ernestina
2º lugar – Adelir Márcio Glienke – Victor Graeff
3° lugar – Luiz Antônio A. de Paula – Santo Antônio do Planalto

Híbrido Maximus (litros de leite/ha)
1º lugar – Almir Folle – Colônia Miranda –  Coxilha
2º lugar – Vilson Lewe – Saldanha Marinho
3º lugar – Juliano Fath Jacobs – Linha Fauth –  Coxilha

Híbrido Maximus (litros de leite/ton MS)
1º lugar – Dalieli Cláudia Santos – Igrejinha
2º lugar – Irton Altmann – Santo Antônio do Planalto
3º lugar – Douglas Silva da Rosa – Mato Castelhano

Híbrido Irrigado (litros de leite/ha)
1º lugar  – Ari Schneider – Santo Antônio do Planalto
2º lugar – Irani Chaves – Santo Antônio do Herval – Santo Antônio do Planalto
3° lugar – Loivo José Schössler – Victor Graeff

Híbrido Irrigado (litros de leite/ton MS)
1º lugar  – Ari Schneider – Santo Antônio do Planalto
2º lugar – Irani Chaves – Santo Antônio do Herval – Santo Antônio do Planalto
3° lugar – Loivo José Schössler – Victor Graeff

PIN Sillus Cotrijal
Almir Folle – Coxilha. O produtor ganhou uma viagem para a Bahia (BA).

Técnicos
Também foram premiados os profissionais do Departamento Veterinário (Devet) que obtiveram melhor média de litros de leite/hectare dos seus assistidos. São eles: 1º lugar – Ronan Daronch; 2º lugar – Luan Doneda; e 3º lugar – Janine Surkamp.

Texto e fotos: Assessoria de Imprensa da Cotrijal

4553_11 4553_10 4553_9 4553_8 4553_7 4553_5 4553_4 4553_3 4553_2 4553_1 4553

Publicações Relacionadas

Receba nosso Informativo

Informação de Contato
656415
© 2023 - Grupo Ceres de Comunicação - Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade